Dia Nacional do Selo e a filatelia

Além do primeiro selo nacional, o Olho de Boi, lançado em agosto de 1843, a Filatélica Marek possui diversos temas, como música, animais, filmes e escotismo

Marek e o clássico Olho de Boi de 30 réis (Foto: tarcilaz)

Antigo filatelista, o Sr. Leão Marek afirma que não coleciona mais selos, mas no passado focava a sua coleção em Brasil e Suíça. “Foi na década de 1950. Tinha selos com variação de papel, de filigrana,de cores, mas quando a gente vira comerciante é obrigado a largar esse tipo de coisa, senão você começa a ver a paixão junto com o comércio. Isso, normalmente, dá um furo na vida da gente. Você tem que optar”, afirmou o proprietário.

Há alguns pré-requisitos para se abrir uma loja filatélica como gostar de mexer com objetos antigos, pois é um trabalho meticuloso. É necessário, também, conhecer três idiomas: inglês, alemão e francês para consultar os catálogos e poder classificar e enumerar os selos.

Marek afirma que os clássicos ‘Olhos de Boi’ são procurados e podem custar de 500 a 60 mil reais, dependendo do estado da peça, mas existem outros que são frequentemente solicitados pelos colecionadores: “Osmais caros são os chamados inclinados: o 180/360, de 1851; os três primeiros selos de telégrafos e uma emissão que se chama triângulo (uma tira com três), também são caros. Existem peças das décadas de 1930 e 1950 valiosas, tanto no Brasil quanto no exterior. Na filatelia, não é só o antigo que é caro”.

Os Autômatos

Os correios do mundo todo disponibilizam máquinas em que o cliente põe o valor e sai o papel, como se fosse uma etiqueta, e o mesmo é aceito como postagem. Essas etiquetas são chamadas de autômatos e passaram a ser utilizados no Brasil em 1983. “Muitas pessoas colecionam e estudam essa modalidade de peça filatélica”, afirmou Marek.

Eles são passíveis de falsificação porque é uma impressão simples. “Podem ser feitos em gráfica”, alertou o comerciante.

002

Modelo de autômato brasileiro (Foto: tarcilaz)

Olho de Boi, o primeiro selo brasileiro

De acordo com Marek, o Olho de Boi mais fácil de ser encontrado é o de 60 réis.
O de 90 é o mais raro: “O de 30 réis era destinado às cartas para a própria cidade.
O de 60 para outras cidades e o de 90 para outros estados e países. As cartas internacionais utilizavam o de 90 réis e mais algum. O preço era calculado pelo tipo de transporte utilizado. Havia cartas seladas com 140 mil, pois naquela época você pagava pela distância, pelo espaço no navio”, afirmou.

olhos_de_boi

O selo de 60 réis é o mais fácil de ser encontrado (Imagem: Divulgação)

Saiba mais sobre os primeiros selos brasileiros, emitidos em 1º de agosto de 1843.

004

Selos sob a temática Escotismo e, inclusive, com formatos diferenciados (Foto: tarcilaz)

003

Envelope usado em época de guerra com selo oficial dos Estados Unidos, carimbado e selado sem necessidade de inspeção (Foto: tarcilaz)

Curiosidade: os selos como objeto de estudo em Design.
ABC da Filatelia

Comments
  1. Elizeu | Responder
  2. Koleções | Responder
  3. Gerson | Responder
  4. BEATRIZ GOMES LENHO | Responder
  5. Roberto meirelles | Responder

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *