Eu vos declaro marido e mulher

A maioria dos colecionadores de bonecos, também chamados de action figure, procuram investir nas embalagens originais

Quem se recorda da coleção de Andy Stitzer, personagem de Steve Carell, em O Virgem de 40 Anos (2005)? Pois é, tinha boneco até no banheiro. Entre os vários, há o Steve Austin (O Homem de Seis Milhões de Dólares) e o chefe dele Oscar Goldman; Homem Atômico; Aquaman e Homem de Ferro.

virgin-02

Os bonecos recebendo os devidos cuidados de seu apreciador

Andy é retratado como o perfeito nerd. Assiste Survivor (reality show) com os vizinhos idosos; possui mais games que um adolescente “japa”; se diverte com plastimodelismo; tem um karaokê, o qual usa para cantar sozinho; coleciona gibis, entre outras “manias”.

No longa, Andy conhece Trish (Catherine Keener), que curiosamente é uma vendedora do eBay (site de leilão eletrônico nos Estados Unidos). Por meio da loja dela: Vendo Suas Coisas no Ebay (We Sell Your Stuff on eBay, em inglês) a coleção rende nada menos que meio milhão de dólares. Por que? Devido a maioria dos bonecos estar em suas caixas originais e intactas.

virgin

Plastimodelismo é uma das paixões de Andy

E como são as negociações no Brasil?

De acordo com o analista de marketing sênior Raul Luiz Rocha, 32 anos: “É muito difícil para os brasileiros iniciarem e manterem uma coleção de bonecos, pois muitos itens são importados, o que dificulta financeiramente este hobby. Geralmente, quando se compra um boneco do exterior, a caixa é dispensada para evitar que a remessa fique grande e pesada. Sendo assim, vem somente o action figure”.

Mas, mesmo com esse cenário, Rocha já comprou e vendeu caixas originais. “Já vendi 3 blisters vazios de Comandos em Ação (G.I. Joe), da década de 1980; do Batman Lord, da Liga da Justiça, além de Super Powers e inúmero Pôneis, da coleção ‘Fofinhos’, da Estrela”. Algumas embalagens foram vendidas pelo preço médio de 68 reais. “Quanto mais velha e conservada for a embalagem, maior o seu valor comercial”, destacou Rocha.

É a eterna busca não só pelo boneco, como também por sua embalagem.

Para o designer multimídia Danyael Lopes, 38 anos, guardar as embalagens é importante, pois contém a data de lançamento do brinquedo, e em algumas consta, inclusive, o crédito do escultor. “Por exemplo, alguns desses artistas são superstars, como o Tim Bruckner, que tem contrato de exclusividade com a DC Direct. Os bonecos são produzidos com base nas esculturas dele para as franquias do Batman, do Super-Homem e da Mulher Maravilha”, afirmou Lopes.

Sendo assim, preservar a embalagem, além de valorizar o produto em uma possível venda, também servirá de referência para os fãs acompanharem os trabalhos dos artistas-escultores prediletos.

É (quase) como um casamento, a caixa complementa o brinquedo.

Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *